Estratégias de Relações Públicas e o Terceiro Setor

Estatisticamente, existem em torno de 260 mil instituições do Terceiro Setor no Brasil. Com este número, podemos observar um campo de atuação bastante promissor para os profissionais de Relações Públicas, que no Terceiro Setor, de acordo com a Professora Fabiana Moreira, podem contribuir para: proporcionar parcerias e alianças (desafio da colaboração)‏; gerar visibilidade e credibilidade (desafio da legitimidade); promover a mobilização de recursos (desafio da sustentabilidade)‏; e facilitar o alinhamento interno (desafio da eficiência/eficácia). E com as diversas frentes e ferramentas de atuação que o profissional de RP possui, ele certamente é figura chave para superar todos esses desafios.
Hoje, empresas têm se preocupado fortemente em desempenhar seu papel social de forma efetiva, uma vez que possuem consumidores e investidores mais e mais exigentes. Portanto, investir e apoiar entidades do Terceiro Setor tornou-se algo que, como se diz no corporativês: agrega valor.
É fato que esta é uma grande oportunidade de mercado profissional para Relações Públicas, bem como uma excelente expansão da categoria para outras áreas e outras frentes, promovendo as várias interfaces da profissão. Mas isto é ainda mais relevante por se tratar de uma oportunidade que resgata o papel de agente de transformação social do RP – personagem que a história do planeta está precisando.

Anúncios