A árvore de Ano Bom

Saia de casa.

Só pelo gosto de caminhar.

Sorria para todos. Faça um álbum

De família. Conte estrelas. Telefone para seus amigos.

Diga: “Gosto de você!”. Tenha Fé. Volte a ser

criança. Pule corda. Apague de vez a palavra “rancor”. Diga “sim”. Dê

uma boa risada! Leia um livro. Peça ajuda. Corra. Cumpra uma promessa.

Cante uma cançãoLembre o aniversário de seus amigos. Ajude algum doente.

Pule para se divertir. Mude de penteado. Seja disponível para escutar. Deixe seu

pensamento viajar. Retribua um favor. Termine aquele projeto. Quebre uma rotina.

Tome um banho de espuma. Escreva uma lista de coisas que lhe dão prazer. Faça uma

visita. Sonhe acordado. Desligue o televisor e converse. Permita-se errar. Retribua uma gentileza.

Escute grilos. Agradeça pelo sol. Aceite um elogio. Perdoa-se…

Deixe que alguém cuide de você. Demonstre que está feliz. Faça alguma coisa que sempre

desejou. Toque a ponta dos pés. Olhe com atenção uma flor, só por hoje. Plante uma árvore.

evite dizer “não posso”. Cante no chuveiro. Viva intensamente cada minuto.

 Inicie um trabalho familiar. Faça um piquenique no quintal. Não se

preocupe. Tenha a coragem das pequenas coisas. Ajude um vizinho.

Afague uma criança. Reveja fotos antigas. Escute um amigo. Feche os

olhos e imagine as ondas do mar. Brinque com seu mascote.

Permita-se brilhar. Dê uma palmadinha

nas suas próprias

costas, torça

pelo seu time.

Pinte um  quadro.

Cumprimente

um novo vizinho.

Compre um presente

para você mesmo.

Mude alguma coisa.

 Delegue tarefas.

Diga “bem-vindo” a

quem chegou. Permita

que alguém o ajude. AGRADEÇA!

Saiba que não está só. Decida-se a viver

com “paixão”: sem ela nada de grande se consegue.

Tenha essa árvore diante de você os 365 dias do ano.

Ela garante ótima saúde, excelente relações pessoais, aumento da auto-estima, crescimento emocional e social, satisfação pessoal e felicidade. 

 

Rio + 20. Pensar no futuro, agir no presente.

A Magnetize esteve presente em um dos mais importantes eventos da atualidade,  a Rio + 20. Quem não ligou a televisão ou abriu um site de notícias e não se deparou com informações sobre o evento? Algumas pessoas ainda estão um pouco perdidas sobre o assunto por isso vamos contextualizar.

A Rio + 20 é uma Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre o tema Desenvolvimento Sustentável. Bom, nessa hora começam a surgir dúvidas, a primeira e inevitável delas é entender o significado do termo “desenvolvimento sustentável.” A sua definição exata ainda é tema para debate no universo acadêmico, mas como nossa proposta é simplificar e não complicar segue abaixo uma definição não oficial sobre o termo.

“Desenvolvimento Sustentável” nada mais é do que o ato de planejar para que os países consigam gerar riqueza utilizando os recursos naturais de forma consciente, sem exploração excessiva do trabalho humano e preservando as espécies e seu habitat. Entre os objetivos a serem atingidos temos a diminuição da pobreza, preservação ambiental e desenvolvimento social e econômico.  Simplificando um pouco a Rio+ 20 é uma forma de deixar documentado o compromisso dos países em trabalhar para um planeta equilibrado.

O evento de 9 dias que era a promessa de um marco histórico para o planeta terminou com muitas críticas. Muitos grupos formadores de opinião não gostaram do texto final que altera muito pouco as medidas já realizadas. Muitos países se negaram a assumir alguns compromissos, principalmente em relação à utilização dos recursos naturais.

Realmente o evento não conseguiu atingir as expectativas e sem dúvida falta muito para o Brasil ser um país realmente influente, mas seria muita ingenuidade acreditar que viveríamos em mundo cor-de-rosa ou verde (que é mais a cara da atualidade) depois desse evento. É claro que o brasileiro é um povo muito capaz, mas seria muita pretensão nossa querer mudar bilhões de anos de história desse planeta em apenas alguns dias.

Do lado de fora das grandes negociações pôde perceber essa tensão, existe um desejo não só dos brasileiros, como de outros povos, de um mundo melhor hoje. A humanidade anseia por mudanças imediatas.

Mesmo acreditando que estamos no caminho certo e que evolução demanda tempo, o que podemos tirar dessa história toda não é nenhuma novidade, quem tem que se preocupar com o futuro do planeta e da humanidade é a própria população, governantes são administradores que enxergam a população em sua totalidade e muitos deles se apegam a medidas paliativas para conter os ânimos de quem quer resolver o hoje.

Todo mundo quer um presente e um futuro melhor, isso parece ser um consenso, então que tal fazer algo diferente e assumir um pouco a responsabilidade?

Vitória muda camisa por doação de sangue

Leo Burnett Tailor Made é responsável pela ação para o time, que deixou o tradicional rubro-negro de lado

O Vitória, que atualmente disputa a Série B do Campeonato Brasileiro, aliou-se ao Hemoba, Hemocentro da Bahia, em prol da conscientização da população para a doação de sangue.

Para isso, o time, tradicionalmente reconhecido pelo uso das cores preto e vermelho, está jogando desde o último domingo, 1, com camisas alvinegras. O vermelho voltará ao uniforme do clube de forma gradual, conforme o nível de doação de sangue do instituto for aumentando.

A intermediação do projeto foi realizada pela Leo Burnett Tailor Made, também responsável, de forma voluntária, pela campanha de divulgação da ação chamada “Meu Sangue é Rubro Negro”.

A comunicação inclui um filme para a TV, internet e cinema, anúncios para mídia impressa, ações em redes sociais e de marketing direto, e criação de folhetos e de um hotsite. A campanha conta ainda com a parceria da Secretaria de Saúde da Bahia e da Penalty, empresa fabricante do uniforme do Vitória.

O filme, que tem produção da Brasileira Filmes, é narrado pelo ator Wagner Moura, torcedor do time. Ele explica como funciona a campanha e finaliza convidando os fãs do clube a colaborarem com a causa: “O Vitória sempre deu o sangue pela sua torcida. É hora de retribuir. Doe”.

A Magnetize – Comunicação que Atrai achou esta campanha muito bacana, já que conta com o amor dos torcedores pelo time para apoiar uma causa muito nobre.

A escolha das ferramentas de comunicação está bem completa e agora vamos aguardar e torcer para que o resultado supere as espectativas.

Fonte: Meio e Mensagem/comunicação

Especialista dá dica para impulsionar as vendas no Dia das Mães

O Dia das Mães é uma das datas que mais movimentam o comércio no Brasil. Ainda assim, mesmo sendo uma época em que as pessoas consomem mais, é fundamental que as companhias busquem oferecer seus serviços e produtos da melhor maneira possível aos clientes.

Falar que conhece o cliente é chover no molhado. Para Claudio Diogo, especialista em vendas e consumo e diretor da Tekoare, neste caso a regra merece um capítulo à parte. “É impressionante como muitas empresas criam campanhas e realizam ações voltadas às mães no dia em que quem ganha os presentes são elas”, critica. “É preciso direcionar a comunicação aos filhos, maridos, genros, noras e netos. São eles que irão presentear as mães, e não elas próprias”, complementa.

Outro aspecto importante da data que, segundo Claudio Diogo, é mal aproveitado pelo varejo, são as parcerias com empresas. “Quase todas as organizações prestam homenagens às suas funcionárias que são mães. Sabendo disso, por que não criar um programa para atender empresas que estão no seu entorno? Pode-se oferecer kits personalizados, por exemplo. É a venda corporativa, que abrange um mercado monstruoso, mas que o varejo não se preocupa como deveria”, sugere. A mesma ideia vale para escolas. “Muitas instituições de ensino enviam lembranças às mães dos alunos. Será que seus produtos não poderiam ser esses presentes?”, indaga o consultor.


Varejistas precisam se planejar para antecipar os ciclos do varejo

Não só o Dia das Mães, mas as datas comemorativas em geral podem e devem ser melhor exploradas pelas empresas. “É preciso trabalhar os ciclos do varejo. O ano traz dezenas de boas oportunidades para aumentar as vendas. Existem muitas outras datas que devem ser observadas mais atentamente pelas empresas preocupadas com a quantidade e qualidade das vendas”, lembra.

Saber quais datas são importantes para os seus clientes e antecipá-las com um bom planejamento e estratégias pensadas para atrair os consumidores é apenas uma questão de análise de calendário. “Vejo muitas empresas apenas atendendo as necessidades dos clientes quando deveriam estar criando motivos para eles comprarem”, analisa o especialista.

Claudio Diogo lembra que em momentos difíceis o varejo se reinventa, mas lamenta o fato de essa atitude não ser regra em muitas empresas. “A inovação e a diferenciação sempre serão bem-vindas”, aponta. Por fim, o consultor dá uma dica importante aos que almejam o sucesso em vendas. “Não faça nada ao acaso. Faça tudo de propósito, pois além de ser muito mais fácil, os clientes gostam de saber que você se preocupa com eles”, destaca.

Fonte: Administradores.com

De bem com a mídia: Web 2.0

Hoje a equipe Magnetize prestigiou o 2° Café com RP. Evento destinado à profissionais de comunicação e simpatizantes, organizado pelos alunos de graduação da FAAT Facudades.

O tema da vez foi Web 2.0!

O evento contou com a abertura de @thaisgermano tratando da evolução dos meios, e com uma palestra sensacional de @carolterra sobre a importância da gestão de mídias sociais para as organizações. Vale a pena conferir o conteúdo.

Acts, no ads.

Decidi reproduzir um post que acabei de ler no CHMKT, blog excepcional do Carlos Henrique Vilela, Planner da Tom Comunicação.

Trata-se da relação público x marca que vai muito além da publicidade e propaganda nua e crua.

Navegando pelo Slideshare, encontrei os slides de um breakout session sensacional que a Ana Paula Cortat, VP de Estratégia de Marca da Isobar, fez na conferência do GP de 2008. Ela, que na época ela era VP de Planejamento da Leo Burnett, tratou de um assunto muito importante: a necessidade de que as marcas assumam uma razão de existir e sejam mais úteis à vida das pessoas, ao invés de somente entreter consumidores. A palestra se chamou ‘Acts, no Ads’. Tudo a ver com o tema ‘ações valem mais do que palavras’, sobre o qual falo sempre por aqui. Vale a pena.

http://www.chmkt.com.br/2010/01/uma-apresentacao-inspiradora-pra.html

Que venha 2010!

Que venha 2010!